Resultado das Urnas

RESULTADO DAS URNAS Muito se escreveu, se falou e se acompanhou nos últimos meses, o pleito eleitoral no Brasil. Terminou no domingo, com a reeleição da presidente Dilma, e aqui no estado a eleição do ex- prefeito de Caxias do Sul José Ivo Sartori como governador. A decisão mais soberana numa democracia é o voto. Respeitando a decisão dos votantes, a partir de janeiro, a expectativa de um novo trabalho, e quem sabe de um novo tempo. Acho que aqui para Boqueirão do Leão, temos que lutar pela conclusão da ERS-421, os dois trechos que faltam: o morro de 7 de Setembro até Sério e da Linha Data a Sete Léguas. PRONAF Quando surgiu a notícia nos jornais de uma possível fraude envolvendo dirigentes do MPA e Associação de Agricultores, que enganavam os colonos com empréstimos, achei que era coisa pouca. No entanto o montante chega próximo a 100 milhões de reais. Fraude, bem perto daqui, na nossa região. Como não poderia deixar de ser, como sempre, tem políticos envolvidos. Pra pensar em falcatruas a Inteligência funciona. Espera-se que tudo seja esclarecido. O colono sofre. O que se faz aqui, aqui se paga. Não é uma ameaça, é a lei do retorno. JOÃO BURACÃO Falando em estradas, há anos atrás, apareceu no jornal local a fotografia de um boneco, sentado numa cadeira de praia, em frente a um buraco numa estrada do interior. Foi batizado de João Buracão, numa crítica à prefeitura municipal, que não arrumava as estradas. Me perguntaram esses dias por onde andaria o tal João Buracão. Não sei se morreu, ou se mudou para outra querência, mas uma coisa é certa; os seus descendentes se espalharam por todas as estradas, e continuam crescendo. Uma descendência de fazer inveja. Mas Deus é a saída e o caminho também. INTERNET Além das propagandas tradicionais em qualquer campanha política, televisão, rádio, adesivos, bandeiras e "santinhos", se afirma com certeza que a internet e redes sociais , tiveram relevante papel na campanha, pois proporcionou um engajamento, principalmente na faixa mais jovem de eleitores que às vezes pouco se interessavam pela política. Este interesse é saudável e bem-vindo. O que muda o país é a mentalidade do povo que vive nele, não os políticos. O modo como a política e o governo andam hoje , é apenas um reflexo disso. "TEJE PRESO" Li uma notícia a semana passada , num jornal de Porto Alegre, que um bandido foi preso 14 vezes, e sempre solto em seguida. A polícia prende, e a justiça solta.É evidente que a cada vez, que era solto voltava a delinqüir e era preso novamente. Se pelo menos antes de soltar levasse uma "tunda de laço" pra aprender, talvez pensaria antes de cometer outro delito. As leis brasileiras, não foram feitas para defender o cidadão do criminoso. Foram criadas para defender o criminoso do cidadão. NO TRIBUNAL Falando em ladrão, um destes que não foi solto, mas condenado, foi levado ao tribunal para depor perante o juiz. O juiz pergunta ao ladrão; - O senhor teve algum cúmplice no roubo? - Não, senhor juiz. Sabe como é hoje em dia, não dá pra confiar em ninguém.! BRIGADIANO MORTO Não é possível que um soldado da nossa briosa Brigada Militar do nosso estado, seja morto dentro de um ônibus por estar fardado e aí reconhecido pelos assaltantes. Fardado para não pagar a passagem no coletivo. Isso tem que mudar. O policial deve ter passe livre nos ônibus e a paisana. Na hora de passar na roleta, só apresentar a carteirinha identificando-se como soldado. Se a lei diz assim, que se mude a lei. Não ouvi, nem li nenhuma manifestação dos Direitos Humanos sobre o caso. Fosse um bandido morto, eles se manifestavam. DIETA O ano está quase acabando e a única coisa que foi pra frente até agora foi minha barriga. Necessitando de uma dieta, o médico nutricionista me receitou pouca comida, coisa que eu já sabia. Até um peixe se livra de problemas, se mantém a boca fechada. Disse que só posso comer comida natural, mas aí eu vi que a maioria das pessoas morrem de causas naturais, aí parei. Assim é a vida. Aliás, a vida é um eterno bife duro, que quando você vai cortar, derruba todo o arroz do prato. Durou pouco minha dieta. Tem mais coisas que duram pouco: alegria de pobre, bateria de celular, fim de semana e minha paciência. FINADOS Uma mulher chegou em casa das compras e traz na mão um belo ramalhete de flores. Seu marido está sentado no sofá, vendo televisão. Ao passar na sala, ela joga as flores no colo dele. Ele leva um susto, e espantado pergunta: - O que é isto? Pra que estas flores, mulher? - É que amanhã é o dia dos mortos! O marida ainda retruca: - Mas esse que tá morto, morreu já faz dez anos e está me esperando pra ser enterrado junto. Isso que é amigo fiel!!! FLORES- Nas festas de casamento, há a tradição de a noiva jogar seu boque de flores, para trás e o mesmo ser disputado pelas amigas. Diz que aquela que pegar o boque será a próxima a casar. Eu queria saber quem tem coragem de chegar num velório, pegar uma coroa de flores, jogar para trás e gritar: "quem pegar é o próximo". Credo!!! NOVEMBRO Amanhã já entramos no penúltimo mês do ano. Incrível, mas 2014 está em contagem regressiva. Dia 2 de novembro é Dia de Finados, tradicional feriado, que este ano cai no domingo, mas o movimento de pessoas é muito grande, que visitam seus entes queridos nos cemitérios em toda a região. Sempre que se aproxima o Dia de Finados, sinto saudades dos que já se foram, principalmente do meu salário. Por isso todo o dia que acordo, não sei se agradeço por mais um dia de vida, ou se me preocupo por um dia a menos de vida. Levar uma flor, acender uma vela, fazer uma prece no túmulo de nossos antepassados, é o que podemos fazer. Dizem que os mortos recebem mais flores que os vivos, porque o remorso é mais forte que a gratidão. Como é bonito ver um cemitério limpo , bem organizado e cercado. Eu não entendo porque os cemitérios precisam de muros. Quem está fora não quer entrar, e que está dentro não pode sair. Às vezes também me faço esta pergunta Por quê aqueles que mais querem e merecem viver, morrem? E aqueles que mais merecem morrer, vivem?

Edição Impressa

Edições Anteriores

Mais Notícias

Conectado

COLUNISTAS

|  Todos os direitos reservados Desenvolvido por OdNet Marketing & Web