Osteoartrose

Dentre todas as patologias que acometem os indivíduos à partir da 4ª década da vida, sem dúvidas, é a osteoartrose a mais comum delas, estimando-se que ocorra em até 90 % da população adulta A osteoartrose, também chamada de artrose, processo  degradativo articular, processo degenerativo articular etc., resulta de um processo anormal entre a destruição cartilaginosa e a reparação da mesma. Entende-se por cartilagem  articular, um tipo especial de tecido que reveste a extremidade de dois ossos justapostos (unidos) que possuem algum grau de movimentação entre eles.. Em todas estas articulações está presente o tecido cartilaginoso.

A função básica da cartilagem articular é a de diminuir o atrito entre duas superfícies ósseas quando estas executam qualquer tipo de movimento, funcionando como mecanismo de absorção de choque quando submetido à forças de pressões, ou de tração. Para que este movimento de atrito entre dois ossos seja diminuído, outras estruturas também fazem parte da articulação, desempenhando papéis específicos como no caso do líquido sinovial, que lubrifica as articulações e, dos ligamentos, que ajudam a manter unidas e estáveis as articulações.

Uma articulação normal é formada por células chamadas condrócitos, cuja função básica é fabricar todas as substâncias necessárias para o bom funcionamento da cartilagem  articular. Dentre estas substâncias, encontra-se uma proteína denominada colágeno, cuja finalidade é funcionar como uma malha de sustentação, retendo as demais substâncias existentes dentro da cartilagem, que funcionam como moléculas que retêm água, ajudando, com isso, a absorção de stress mecânico de compressão e tração.

Na realidade, a cartilagem articular funciona como uma grande mola, ou uma esponja de silicone embebida em água Toda vez que tivermos alterado o estado de equilíbrio entre os constituintes articulares, estaremos sujeitos ao processo de degradação articular e, consequentemente, o desenvolvimento da osteoartrose.

A Osteoartrose é, do ponto de vista médico, dividida em dois grandes grupos, a osteoartrose primaria ou a secundária. 

Atualmente, além da fisioterapia  como tratamento, novas drogas são consideradas condroprotetoras e possuem papel de grande importância no tratamento e prevenção da osteoartrose.

Se você acha que faz parte do grupo de risco, consulte seu médico especialista e pergunte a ele qual o tratamento que você pode fazer evitando ou minimizando a sintomatologia desagradável da patologia, a qual em fase avançada, é traduzida por dor e incapacidade funcional.

Fonte: http://www.osteoartrose.com.br

Edição Impressa

Edições Anteriores

Mais Notícias

Conectado

COLUNISTAS

|  Todos os direitos reservados Desenvolvido por OdNet Marketing & Web