Obra literária conta a história de Boqueirão

Na segunda-feira, dia 7 de Setembro, feriado, visitou o município de Boqueirão do Leão, Valmor Pedro Vedoy.

O Leoboqueirense que reside na capital, Porto Alegre desde o ano de 1962 sempre que possível vem até o município para visitar, os cemitérios onde seus parentes estão sepultados bem como freqüentar a casa de amigos e familiares que aqui residem.
Valmor, era morador da comunidade de Alto Boqueirão, e sempre contribuiu muito para o crescimento e desenvolvimento da cidade. Em um mandato de Harry Schünke, Vedoy foi o idealizador do 1° Natal Solidário, onde presenteia e trazem atrações às crianças do município, o evento na época foi oficializado pela prefeitura municipal e acontece até os dias de hoje.
A presente visita, no feriado, teve um propósito de resgatar parte das informações de antepassados bem como de seus descendentes, na oportunidade Valmor visitou pontos da cidade e encontros pessoas conhecidas, e tudo mais que possa agregar ainda mais conhecimento para continuar a escrever seu livro que está em andamento.
A obra literária trará uma longa história desde a fundação de Boqueirão do Leão, emancipação e seus primeiros moradores, citando ainda o nome de João Maria Vedoy Filho e José Maria Vedoy já falecidos e suas histórias de vida.
Vedoy destaca que optou pelo assunto por ter um grande conhecimento sobre Boqueirão do Leão, uma vez que saiu do município por as coisas não estarem muito boas, na capital, conciliava o trabalho para poder se manter e também estudava, mais tarde com persistência e muita luta Valmor formou-se em contabilidade e após fez curso superior em direito. Segundo ele apesar de muitas dificuldades aos pouco foi superando e hoje se considera um vencedor, sendo que nunca esqueceu de suas origens no município de Boqueirão do Leão, terra que tanto lhe orgulha e que através do escritor vai ficar ainda mais conhecida regionalmente.
O livro será também um resgate de imagens para poder fazer uma comparação de antigamente e da atualidade local, Valmor, visitou o hospital, entidade esta que também já ajudou muito.
O antigo morador, veio acompanhado de sua simpática psicóloga Leila Almeida, que está escrevendo a obra.
Atualmente Valmor está com 76 anos e enfrenta problemas de saúde, mesmo assim luta e não abandona grandes batalhas, está escrevendo o seu 1º livro que tem previsão de ser lançado ainda este ano mais para o mês de dezembro e o título ainda não foi definido.
Vedoy finaliza deixando uma mensagem de que tudo é possível quando se tem força de vontade, quem vai à luta, consegue alcançar seus objetivos até a realização de grandes sonhos, mas não esquecer das origens e não perder a humildade é muito importante para chegar ao sucesso e ser uma pessoa bem estruturada, tanto pessoalmente quanto profissionalmente.

Conectado

COLUNISTAS

|  Todos os direitos reservados Desenvolvido por OdNet Marketing & Web